Famosos

Testemunha que viu o acidente onde seguia Eduardo Cabrital quebra o silêncio

É uma notícia avançada pelo jornal Correio da Manhã e dá conta de que o trabalhador morto pelo carro do ministro Eduardo Cabrita foi atropelado três metros antes de sinalização das obras. Contou uma testemunha em tribunal.

O homem afirma que Nuno Santos foi visto a atravessar a Autoestrada em direção ao separador central. A testemunha não seguia no carro que atingiu mortalmente o trabalhador.

Assim sendo, não poderão ser imputadas responsabilidades ao condutor do veículo já que é expressamente proibido a circulação naquela via de trânsito, ainda por cima fora das áreas destinadas a obras na via. O condutor estava indiciado da prática de um crime de homicídio por negligência e duas contraordenações.

Recorde-se que tudo aconteceu no dia 18 de junho, com a viatura do ministro a seguir em comitiva, na A6, com mais dois veículos, quando atingiu mortalmente Nuno Santos, um dos trabalhadores que tratava da  lmanutenção da via, ao quilómetro 77,600, no sentido Caia/Marateca.

Comentários

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo